Seja benvindo ao GDC Mais de Cristo! Hoje é

Resumo da Mensagem: 10 Julho


Acompanhe o resumo da mensagem pregada no Domingo (10 Julho) no Culto de Celebração da Família e dos GDCs em nosso Templo Central, sito a Avenida Governador Ivo Silveira, 1833 - Capoeiras, Florianópolis, SC.

Resumo da Mensagem: 10 Julho 2016
Preletor: Pr Júnior Batista
Texto Base: Mt 23:25-26
Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque limpais o exterior do copo e do prato, mas por dentro estão cheios de rapina e de intemperança. Fariseu cego! limpa primeiro o interior do copo, para que também o exterior se torne limpo. (Mateus 23:25-26)
Jesus traz algumas advertências aos homens que serviam a religião da época, os fariseus, saduceus e escribas.
Mas ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que fechais aos homens o reino dos céus; e nem vós entrais nem deixais entrar aos que estão entrando. (Mateus 23:13)
Jesus fala que estes não permitiam que outros pudessem chegar a Deus, eram meros "atores" da religião.

Na atualidade, existem muitos que se dizem profetas e pregadores do Evangelho, mas não passam de fariseus hipócritas que pregam "ventos de doutrina", inclusive nas redes sociais (internet).

O apóstolo Paulo deixa uma recomendação a respeito, "para que não mais sejamos meninos, inconstantes, levados ao redor por todo vento de doutrina, pela fraudulência dos homens, pela astúcia tendente à maquinação do erro", (Ef 4.14).


1) Não podemos confundir Reputação com Caráter

- Reputação é um conceito obtido por uma pessoa a partir do público ou da sociedade em que vive.
- Caráter é aquilo que eu sou.

- Willian Henry Davies disse em um poema:
Reputação é aquilo que os outros pensam que somos. Caráter é o que somos.
As circunstâncias entre as quais você vive determinam sua reputação. A verdade em que você acredita determina seu caráter.
A reputação é o que acham que você é. O caráter é o que você realmente é…
A reputação é o que você tem quando chega a uma comunidade nova. O caráter é o que você tem quando vai embora…
reputação é feita em um momento. O caráter é construído em uma vida inteira…
reputação torna você rico ou pobre. O caráter torna você feliz ou infeliz…
reputação é o que os homens dizem de você junto à sua sepultura. O caráter é o que os anjos dizem de você diante de Deus.

2) Não podemos confundir Falso Profeta com gente Mau Caráter

- Um profeta pode pregar uma excelente palavra, mas ao cometer um erro grotesco, demonstra seu mau caráter. Não significa que ele é um falso profeta.
- Um falso profeta é aquele que ensina uma falsa doutrina, ou falso evangelho, por exemplo, "temos que viver a lei, guardar o sétimo dia", ou, "somente 144 mil herdarão o Reino de Deus" e etc..
- "Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?" (Mateus 7:22)
Posso ver até a cena: no juízo final, milhares vindo em minha direção e se justificando: 'Senhor, nós pregamos a Mensagem, expulsamos demônios, e todos diziam que nossos projetos era patrocinados por Deus'. Sabem o que vou responder? 'Vocês perderam a oportunidade. Tudo que fizeram foi me usar para virarem celebridades. Vocês não me impressionam nem um pouco. Fora daqui'. (Mateus 7.22-23 - Versão A Mensagem)
Estes profetas não passavam de gente de mau caráter. Até eram homens e mulheres de Deus, mas, eram pessoas de mau caráter.


3) Não podemos confundir Superficial com o que é Essencial

- Há coisas que Deus não nos dá, porque Ele sabe que podemos ficar longe dEle. E isto são pedidos de coisas superficiais.
- Quem gosta do superficial, usa Deus para seu benefício próprio. Mas, quem gosta de coisas essenciais O serve porque O ama, O serve pelo que Ele é e não pelo que Ele dá.
- Deus pode cumprir todo os desejos de seu coração (coisas superficiais e essenciais), mas só receberá quando estiver preparado para ter isso.
Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites. (Tiago 4:3)
Quando pedimos para o nosso próprio deleite, este é um pedido superficial. Quando pedimos algo para nosso próximo, um milagre, uma porta aberta, a salvação, uma vitória no campo espiritual, e etc., este é um pedido essencial.


4) Não podemos confundir Religiosidade com Religião 

- A verdadeira religião é diferente da religiosidade.
- Religiosidade é o cumprimento de uma mera rotina.
- A verdadeira religião é aquela que há uma verdadeira adoração.
Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que sois semelhantes aos sepulcros caiados, que por fora realmente parecem formosos, mas interiormente estão cheios de ossos de mortos e de toda a imundícia. Mateus 23:27
Religiosidade, por fora parece formosos, mas o interior está pútrido.

- Jamais podemos nos prender a costumes humanos, na verdade, devemos obedecer os mandamentos da Palavra de Deus.


5) Não podemos confundir Unção com Aprovação 

- Unção vem de Deus, aprovação é de nós para Deus.
- Aprovação tem a ver com sua atitudes, com o que você faz no dia a dia. Deus sabe quem realmente somos.


6) Não podemos confundir Santidade com Perfeição 

- Religiosos de plantão - Os Perfeitos - vêem homens com seus problemas e já acusam, apontam o dedo.
- Nós confundimos santidade com perfeição. Paulo diz aos Colossenses:
A quem anunciamos, admoestando a todo o homem, e ensinando a todo o homem em toda a sabedoria; para que apresentemos todo o homem perfeito em Jesus Cristo. (Colossenses 1:28)
Na versão A Mensagem, pastor Eugene Peterson traduz da seguinte forma:
Anunciamos Cristo, alertando as pessoas para que nada acrescentem a esta Mensagem. Nosso ensino foi ministrado num espírito de profundo bom senso, para conduzir cada pessoa à maturidade. Ser maduro é viver o essencial: Cristo! Nada mais, nada menos. É por isso que trabalho tanto, dia após dia, ano após ano, fazendo o melhor que posso com o vigor que Deus tão generosamente me dá. (Colossenses 1.28-29 - Versão A Mensagem)
A maturidade é diferente de perfeição. Um cristão que vive a santidade é um cristão maduro espiritual, não se deixa levar por "baboseiras" bíblicas pregadas por aí (TV, Internet e etc.).

- Grandes homens da Bíblia - Noé, Abraão, Isaque, Jacó, Davi - tiveram suas falhas, mesmo sendo escolhidos por Deus. Eles pecaram, mas, tiveram um coração arrependido e não deixaram de ser homens de Deus.
- Viver em santidade é ter em primeiro lugar um coração arrependido. O Rei Davi ao pecar, clamou: "Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto", (Salmos 51:10).


7) Não podemos confundir Humildade com Pobreza

- Um grande erro é achar que quanto mais pobre, mais humilde, e, mais simples. Isso não é verdade!
- Existem pobres orgulhosos, não estamos aqui generalizando, mas também existem ricos.
- Não podemos colocar regras quanto a este que não tem (pobre), com o que tem (rico), ou vice versa.
- Deus usa o pobre, como também o rico.
O galardão da humildade e o temor do Senhor são riquezas, honra e vida. (Provérbios 22:4)
- Cuidado com a falsa humildade.
Afasta de mim a vaidade e a palavra mentirosa; não me dês nem a pobreza nem a riqueza; mantém-me do pão da minha porção de costume; (Provérbios 30:8)

8) Não podemos confundir Sentimento com o que é Responsabilidade

- "Só vou: adorar, cantar, ofertar, amar, perdoar... se eu sentir". Esta é uma atitude errada.
- Não somos guiados por sentimentos.
- As minhas atitudes não são resultados de algo emocional.
- Somos seres que tem emoção, mas, jamais confunda sentimento com responsabilidade.

Por exemplo: "Só irei pregar o Evangelho se eu sentir", errado. Todos nós devemos pregar a Palavra de Deus, pois é uma responsabilidade nossa, porque somos discípulos de Jesus.


Pontos importantes:

- Jamais troque a Doutrina de Deus (Recomendações e mandamentos bíblicos) com doutrina de homens (usos e costumes).
- Esforce-se em não cometer pecado, mas, se falhar, peça perdão a Deus. Tenha um coração arrependido, (Sl 51:17).
- Nós temos a preocupação de limpar nosso exterior, e esquecemos do que está no coração, lá na "dispensa" da nossa casa espiritual.
- Em certos momentos, precisamos ter autocontrole, nos policiar. O Espírito Santo habita em nós, e o resultado de Sua presença em nós é termos o "domínio próprio", (Gl 5:22).
- O que importa na vida do crente, é o quanto ele se relaciona com Deus (Oração, Leitura da Palavra, Jejum, Consagração, Viver em Santidade).
- O que é mais importante nesta vida terrena, é você viver na plenitude do Espírito Santo, cheio da presença de Deus.
- O que nos dá autoridade espiritual é ter no dia a dia intimidade com Deus, e, isso se dá na oração e leitura da Palavra.

Perguntas para Reflexão em Grupo:

1) De acordo com a mensagem pregada pelo pastor Júnior Batista neste domingo no Culto de Celebração da Vida, como devemos proceder diante das aberrações - em nome de Deus - vistas nos noticiários e nas redes sociais? Resposta pessoal. O líder deve salientar: "Não podemos engolir tudo o que vimos e ouvimos nos meios de comunicação (tv, internet e rádio), devemos agir como os crentes de Beréia (At 17.10-11), eles examinavam nas Escrituras o que Paulo pregara, conferindo se a mensagem condizia com o que a Palavra determinava.
2) Qual o seu entendimento sobre Religiosidade e Religião?
3) De todo o assunto aqui apresentado, o que chamou a sua atenção?

Texto transcrito e adaptado por: Pr Márcio Batista
Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »

:: Grupo de Discipulado e Comunhão ::